Connect with us

Política

Alvo de operação que apura fraudes em contratos de publicidade diz que tudo era feito por agências de comunicação e sugere que outros veículos também sejam investigados

O dono do site Goiás24Horas, Cristiano Silva, disse, em entrevista concedida à imprensa, que tudo que foi mandado fazer por agência de publicidade, foi feito. Ele não nominou essa suposta agência e sugeriu que a polícia investigue outros veículos de comunicação que prestam ou prestaram serviços para o Governo de Goiás

Published

on

O dono do Blog Goiás24Horas, Cristiano Silva, um dos investigados na Operação Sofisma da Polícia Civil de Goiás, ação cujo objetivo é desvendar um suposto esquema de corrupção ocorrido dentro da estrutura de comunicação do Governo de Goiás e que consistia no direcionamento de verbas públicas entre os anos de 2015 e 2017, disse à imprensa na manhã desta quinta-feira, 23/01, que “fazia tudo que a agência de publicidade mandava”, sem, no entanto, nominar a agência que teria contratado o site.

“É uma agência de publicidade quem contrata (sic)”, disse aos repórteres. Indagado quanto à suspeita de favorecimento ou direcionamento das mídias do Governo de Goiás aos blogs parceiros do executivo estadual comandado, à época, por Marconi Perillo, Cristiano negou que tivesse recebido qualquer tratamento diferente dos demais anunciantes do Governo do Estado.

A representação criminal do Ministério Público de Goiás à Polícia Civil, em peça assinada pelo promotor de Justiça Fernando Krebs, da 57ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, afirma que durante o governo do tucano Marconi Perillo, mais precisamente no período compreeendido entre 2015 e 2017, vultosas verbas públicas foram destinadas a sites e blogs parceiros do governo para disseminar factoides em favor de Marconi Perillo e outros atacando os adversários dos então mandatários do Estado, com cunho eminente político e sem nenhum conteúdo institucional.

Cristiano Silva disse que estaria sendo vítima de perseguição política e insinuou que veículos de comunicação que divulgam, ou divulgaram à época, ações do Governo de Goiás, como o Jornal Opção, Jornal O Popular e outros, também deveriam ser investigados.

Veja o vídeo da entrevista

 

Copyright © 2020 - Nos Opinando - Liberdade de opinião em primeiro lugar. Shared By Fancy Text Generator