Ações de Caiado mostram intolerância à corrupção


O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, tem agido com celeridade e pulso firme aos menores indícios de desvios de conduta por parte de auxiliares

0

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, tem demonstrado, ao longo dos primeiros nove meses de governo, que não está disposto a compactuar com atos de corrupção no seu governo. O democrata tem agido com pulso firme e muita celeridade em casos de indícios de desvios de conduta de seus auxiliares dentro da estrutura do Estado.

Desde o início da atual gestão, Caiado já trocou auxiliares no Detran-Go, na Companhia de Desenvolvimento de Goiás (Codego), na Secretaria de Educação (Seduc), no Ipasgo e, por último, na Goiás Parcerias, cujo presidente, Eduardo Macedo, foi afastado por suspeitas de irregularidades na contratação de um escritório de advocacia.

Ronaldo Caiado assumiu o Governo de Goiás com o discurso da moralização e contra a corrupção, a qual ele afirma ter quebrado o Estado e corroído a administração pública. Segundo o democrata, o governo que o antecedeu “era uma verdadeira quadrilha, que foi montada para dilapidar e roubar Goiás”.

Caiado implantou no âmbito da administração pública estadual um modelo de governança que visa conter os desvios de conduta de servidores públicos, o chamado compliance, sistema de controle interno que permite esclarecer e proporcionar maior segurança àqueles que utilizam os serviços públicos, guiando o comportamento dos integrantes da máquina pública.

Com suas ações, dando respostas rápidas aos indícios de corrupção que surgiram dentro do seu governo, Caiado manda um recado direto para a população e para seus auxiliares, de que não vai tolerar qualquer desvio de conduta nesse sentido. Segundo o governador, conter os desvios de dinheiro público é essencial para reequilibrar as contas públicas e enfrentar o rombo de quase R$ 7 bilhões deixado pela gestão passada.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.