Anderson Máximo deixa o governo para concorrer à vaga de desembargador no Tribunal de Justiça


Procurador de carreira, Procurador-Geral do Estado entre 2009 e 2010 e ex-presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/GO, Máximo vai deixar a Secretaria da Casa Civil do governo Caiado para concorrer ao cargo de desembargador na vaga destinada à OAB

0

O secretário da Casa Civil do Governo Caiado, Anderson Máximo de Holanda, vai deixar o governo ainda nesta quinta-feira, 21, para concorrer ao cargo de desembargador do Tribunal de Justiça de Goiás na vaga do chamado quinto constitucional, dessa vez destinada à OAB/GO. A desincompatibilização é uma exigência para os candidatos que ocupam cargos públicos.

O edital do processo eletivo de formação da lista sêxtupla constitucional para o preenchimento da vaga de desembargador no TJ-GO foi divulgado pela OAB/GO no último dia 31 de outubro e o prazo para inscrição dos advogados se encerra no próximo dia 28 de novembro.

Anderson Máximo é procurador do Estado e ocupou o cargo de Procurador-Geral no governo de Alcides Rodrigues, entre os anos de 2009 e 2010. Em 2016, Máximo foi indicado ao cargo de presidente do Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Goiás e, em 2019, com a eleição de Ronaldo Caiado para o Governo de Goiás, foi nomeado secretário de Estado da Casa Civil.

 

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.