Ausência de Marconi Perillo no desfile de 7 de setembro mostra desgaste do tucano em Goiânia

0

A ausência do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), no desfile cívico-militar deste 7 de setembro, que comemora a independência do Brasil, ocorrido hoje pela manhã na Avenida Tocantins, no centro de Goiânia, é prova inconteste de que a avaliação do tucano em Goiânia é a pior possível. O governador foi representado pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado José Vitti. Assim como Marconi, o vice-governador, José Eliton, também não deu as caras.

Além de denúncias de corrupção que lhe rendeu uma denúncia no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e outros inquéritos para investigar sua participação em crimes de corrupção, Marconi Perillo enfrenta outro problema pontual em Goiânia: a falta de água em aproximadamente 80 bairros da Capital. A Saneago, empresa estatal responsável pela captação e fornecimento de água na maioria das cidades do estado, esteve no centro de uma denúncia de desvio de dinheiro público em Goiás e que teria beneficiado, segundo o Ministério Público Federal, Marconi Perillo e seu partido, o PSDB. A população credita a esses desvios de recursos da Saneago – mais de R$ 6 milhões, segundo o MPF – a falta de água em Goiânia.

Segundo analistas políticos ouvido pelo Blog, levantamentos internos da própria governadoria teriam apontado uma grande rejeição ao governador em Goiânia, fato que teria pesado na sua decisão de não comparecer ao desfile deste 7 de setembro. Marconi teria, então, preferido antecipar a transferência do cargo para o presidente da Assembleia Legislativa, já que às 22:00h estará embarcando para a Argentina, em missão oficial.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.