Crise em Goiás: OAB/GO chama governo de Marconi Perillo de negligente

0

O presidente da seccional goiana da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Lúcio Flávio de Paiva, afirma que as rebeliões no complexo prisional de Aparecida de Goiânia são resultado da negligência do governo do Estado em relação ao sistema prisional.

“Desde janeiro de 2016, eu tenho feito vistorias no local e enviado ofícios à Secretaria da Segurança Pública alertando para a superlotação, estrutura precária do complexo prisional de Aparecida de Goiânia e nunca obtive respostas”, afirma Paiva, em entrevista ao UOL.

Desde o dia 1º, o complexo prisional localizado na região metropolitana de Goiânia já foi palco de três rebeliões. a primeira resultou em nove mortos e 14 presos feridos, além da fuga de 99 detentos, e ainda obrigou a transferência de outros 153 para outras unidades prisionais do Estado.

“Essa crise provoca a necessidade de o governo goiano apresentar e executar um plano de urgência para a gestão do sistema penitenciário.”

Fonte: UOL 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.