Cunhado de Marconi Perillo, que deve ser indicado ao TCM, é acionado por improbidade e tem bens bloqueados pela justiça


Sérgio Cardoso, secretário extraordinário do governo de Goiás, é acusado pelo Ministério Público de, juntamente com mais duas pessoas, ter favorecido a ex-prefeita de Panamá, que teria recebido salários da Alego sem a devida contraprestação laboral

0

Cunhado do governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), e secretário extraordinário de Articulação Política do Governo de Goiás, Sérgio Cardoso, que, segundo reportagem do jornal O Popular, deve ser indicado ao cargo vitalício de Conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios, com salário de R$ 30,4 mil, responde por improbidade administrativa em ação proposta pelo promotor de justiça Fernando Krebs, em janeiro de 2017.

Na ação, o Ministério Pública acusa Cardoso, juntamente com o atual conselheiro do Tribunal de Contas do Estado de Goiás, Helden Valin e a ex-deputada Cilene Guimarães, de ter contribuído para que a ex-prefeita do município de Panamá, cidade do sul goiano, Maria Lucimar Faustina de Abreu, recebesse salários da Assembleia Legislativa de Goiás sem a devida contraprestação laboral, por um período de aproximadamente 6 anos.

No último dia 5 de março, a juíza da 1ª Vara da Fazenda Pública Estadual, Zilmene Gomide da Silva Manzolli, atendeu o pedido do Ministério Público e decretou a indisponibilidade dos bens de Sérgio Cardoso e dos outros réus, no importe de até 360,7 mil.

De acordo com a decisão,  os requeridos corroboraram com a suposta prática dos atos de improbidade, tendo em vista que atestaram a frequência da primeira promovida no período laborado pela acusada Maria Lucimar Faustina, tratando-se de hipótese de possível enriquecimento ilícito, causando lesão ao erário, no montante de R$ 180.356,41.

Clique aqui para ler a decisão na íntegra

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.