Deputado do Pernambuco insinua que Marconi Perillo é ficha suja e não pode comandar PSDB

0

Notícia divulgada pelo site O Antagonista nesta terça-feira, 7, traz os bastidores da disputa pela presidência nacional do PSDB. O senador Tasso Jereissati (CE) e o governador de Goiás, Marconi Perillo, disputam o comando da sigla. O senador cearense tem a simpatia da ala que quer ver Aécio Neves pelas costas e Marconi Perillo adota o discurso de conciliação. Para piorar o clima dentro do partido, que já não é dos melhores,  o deputado pernambucano, Daniel Coelho, alfinetou o tucano goiano: “Tasso é o único hoje que pode resgatar o PSDB. Tem Ficha Limpa, coragem e está conectado com a sociedade.”

Em outras palavras, Daniel Coelho lembrou para os bons entendedores que Marconi Perillo não poderia comandar o PSDB, já que foi denunciado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) em março deste ano. Perillo é acusado de corrupção passiva por, supostamente, ter recebido propina da empreiteira Delta Delta Construções em contratos do estado. O operador Carlinhos Cachoeira foi denunciado na mesma ocasião.

De acordo com o vice-procurador geral, José Bonifácio Borges de Andrada, que assina o pedido de abertura de ação penal contra Marconi, a propina de R$ 90 mil que o governador supostamente teria recebido teve o objetivo de garantir a aditivação do contrato de locação de viaturas, mantido pelo estado de Goiás e a Delta Construções, que saltou de R$ 66 milhões para mais de R$ 75 milhões, o que só foi possível graças a participação do governador, já que ele, em razão do cargo que ocupa, tinha total autoridade para decidir em favor da Delta, bem como manter o fluxo de pagamentos em favor da referida empresa.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Deixe um comentário