Dona Iris chama de “boatos e especulações” quaisquer chances de aproximação do PMDB com o PSDB em Goiás

0

A ex-deputada federal por dois mandatos e atual primeira dama de Goiânia, Dona Íris de Araújo, usou sua conta no twitter para chamar de “boatos e especulações” quaisquer chances de aproximação do PMDB com o PSDB de Marconi Perillo no estado de Goiás. Segundo a peemedebista, supostas notícias de que o deputado federal Daniel Vilela poderia assumir a vice na chapa governista, que tem José Eliton como pré-candidato ao governo em 2018, não são verdadeiras e visam tão somente desestabilizar a oposição goiana, num momento em que o governo apresenta claros sinais de exaurimento político. “Boatos e especulações existem de toda ordem, mas duvido que Daniel Vilela se curve a ponto de fazer qualquer tipo de acordo com Marconi”, escreveu Dona Íris.

Para a experiente política goiana, esse tipo de especulação mostra desespero da base governista, que procura criar factoides para dividir a oposição. Dona Íris disse ter ouvido do próprio Daniel Vilela que não se prestará a esse tipo de negociata. “Ele mesmo me afirmou em duas ocasiões que está fora desse tipo de cogitação. Disse a mim “cara a cara”. Não tenho porque duvidar”, afirmou, lembrando que o PMDB tem um histórico de lutas e de realizações no estado e por isso mesmo não faria nenhum jogo que depusesse contra sua história. “Portanto, o meu nome, a minha presença e o meu discurso estarão presentes em palanques que defendam a causa oposicionista”, ressaltou.

Dona Íris encerrou lembrando que tem uma história dentro do PMDB e que seu comportamento na política sempre foi claro “como água filtrada em pote de barro”, por isso espera que a política do faz-de-conta, do jogo de cartas marcadas, esteja com os dias contados. “Velha demais para mudar de lado. Tenho história”, asseverou.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.