Paulo Daher quer caixas eletrônicos adaptados para portadores de nanismo


Proejto de Lei foi apresentado no último dia 13 de novembro, na Câmara Municipal de Goiânia. De acordo com o vereador, portadores de nanismo sofrem, além do preconceito, com a altura dos equipamentos instalados em agências bancárias e outros postos de atendimentos

0

Foi apresentado na Câmara o projeto de lei (nº 2019/396), de autoria do vereador Doutor Paulo Daher (DEM), que obriga a instalação de caixas eletrônicos, internos e externos, em altura compatível para atender aos portadores de nanismo nas agências bancárias. Outros locais que disponibilizam caixas eletrônicos, como farmácias, supermercados e postos de combustíveis, também deverão adotar o mesmo padrão de acessibilidade.

“As pessoas com nanismo são obrigadas a lidar com o preconceito e a discriminação social e a contornar as dificuldades de acesso em ambientes preparados para receber pessoas mais altas. Por isso, muitas vezes precisam de ajuda para realizar tarefas simples, como utilizar o caixa eletrônico, e o transporte público, por exemplo, e alcançar os produtos nas prateleiras de supermercado”, explica o vereador.

Outro projeto (nº 2019/395) apresentado por Doutor Paulo Dahaer, que abrange o mesmo público, institui a “Semana Municipal de Conscientização e Combate ao Preconceito contra as Pessoas com Nanismo”, a ser realizada anualmente no mês de outubro. A promoção das atividades durante a semana ficarão a cargo da Secretaria Municipal de Educação e Esporte em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde.

Fonte: Assessoria de comunicação da Câmara Municipal de Goiânia

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.