Em São Paulo, Marconi Perillo, ex-governador de Goiás, teria se encontrado com grupo de vereadores de Goiânia


Segundo o site de notícias "Falando a Verdade", cinco vereadores de Goiânia, entre eles o presidente da Casa, Romário Policarpo (Pros), teriam se reunido com Perillo em um badalado restaurante paulistano

0

Em matéria assinada pelo jornalista Helmiton Prateado, o site “Falando a Verdade” publicou a notícia de que um grupo de vereadores de Goiânia, composto pelo presidente da Casa, Romário Policarpo (Pros), e pelos vereadores Anselmo Pereira (PSDB), Lucas Kitão (PSL), Denício Trindade (Solidariedade) e Álvaro da Universo (PV), em viagem oficial à capital paulista, teria se reunido com o ex-governador de Goiás Marconi Perillo.

De acordo com a publicação, as despesas de transporte aéreo e hospedagem dos vereadores foram pagas pela Câmara Municipal e o motivo da viagem seria para conhecer, a convite do secretário de transportes de São Paulo, Alexandre Baldy, o metrô e suas várias linhas, os trens urbanos, os corredores exclusivos para ônibus, os veículos rápidos e a experiência da engenharia de tráfego que a administração paulista obteve ao longo das últimas décadas.

O site diz que, com a noite livre na véspera da missão, os vereadores aceitaram o convite de Marconi Perillo para um bate-papo sobre política, cujo pano de fundo teria sido a sucessão municipal em 2020.

“Dialogaram sobre os governos de Goiânia e de Goiás, sobre as eleições de 2020 e sobre principalmente as parcerias que pretendem engendrar em um futuro próximo”, diz a matéria.

Desde que foi preso em Goiânia, no curso da operação Cash Delivery, Marconi Perillo não foi mais visto na Capital e se mudou definitivamente para São Paulo, onde estaria trabalhando como consultor de negócios para a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN).

O tucano responde a uma dúzia de ações de improbidade administrativa interpostas pelo Ministério Público Estadual, além de pelo menos três ações criminais, sendo uma na esfera da justiça Federal e outras duas na esfera estadual. Juntas, essas ações pedem o bloqueio de bens de Marconi Perillo até o limite de R$ 6,78 bilhões.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.