Faltando dinheiro? É nítido o esfriamento da comunicação alternativa do Governo de Goiás


Depois de gastar mais de R$ 1 bilhão em propaganda e noticiário nos últimos 7 anos, o Governo de Goiás não consegue conter um nítido esfriamento das publicações em sites e blogs pagos pela comunicação estatal goiana.

0

Entre 2011 e 2017, o Governo de Goiás, então comandado pelo tucano Marconi Perillo, gastou mais de R$ 1 bilhão em propaganda e noticiário. O bombardeio de publicações em sites e blogs alternativos, simpáticos ao tucanato, marcaram os dois últimos mandatos de Perillo e ajudaram a construir a imagem de um Goiás próspero e pujante, embora, na realidade, a situação seja muito distante disso.

Nos últimos meses, a população sentiu um esfriamento nesse tipo de comunicação. Desde que o cargo de governador foi transferido para José Eliton, em março último, a intensidade dessa mídia alternativa usada pelo governo nos últimos anos perdeu força. O atual governo e ex-governador começam a ser alvos de críticas que não são rebatidas pelos jornalecos, sites e blogs que antes pegavam em lanças para defendê-los.

A explicação pode ser a diminuição dos recursos para abastecer mídias alternativas ou, numa análise mais pragmática, o início do fim de um governo que vai perdendo poder a cada dia. A falta de perspectivas de poder futuro começa a mexer com a estratégia desses meios  de comunicação que já enxergam a deterioração do governo e, por conseguinte, um elevado custo em continuarem propagandeando os sofismas do moribundo governo de José Eliton.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.