Gabinete do vice-governador de Goiás, José Eliton, torrou mais de R$ 7 milhões em 2016, diz jornal

0

Reportagem do Jornal O Globo, assinada pelo jornalista Marlen Couto e publicada nesta quarta-feira, 26, mostra que o vice-governador de Goiás, José Eliton, é um dos mais caros detentores do cargo de vice-governador do País. De acordo com o jornal, o custo do gabinete de Eliton foi de R$ 7,1 milhões no ano de 2016, cerca de R$ 108 mil a mais do que o vice-presidente da República, que gastou R$ 6,92 milhões.

O levantamento, segundo o jornal, foi feito pelo Núcleo de Jornalismo de Dados do GLOBO a partir dos portais de transparência e de informações dos próprios governos estaduais e revela que, se avançar a proposta de extinção do posto em discussão na Câmara, 21 estados poderiam economizar ou destinar a outras áreas, anualmente, mais de R$ 64,2 milhões, valor que representa o total gasto com vice-governadores somente no ano passado.

José Eliton, que recentemente deixou o comando da Secretaria de Segurança Pública de Goiás, não esconde o discurso de candidato da base ao governo em 2018 e tem a pretensão de assumir o posto de Marconi Perillo, atual governador do estado, denunciado recentemente ao STJ por supostamente ter recebido propinas da Delta Construções e delatado por ex-diretores da Odebrecht, onde é acusado de receber R$ 10 milhões em recursos não contabilizados nas campanhas de 2010 e 2014.

 

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.