Governo de Goiás não tem dinheiro para quitar folha de agosto, teria confidenciado o procurador-geral do Estado


De acordo com notícia veiculada no Jornal O Popular, o governo de José Eliton estaria buscando junto ao Tribunal de Justiça recursos do chamado "Fundinho" para quitar folha dos servidores

0

Conforme foi alertado pelo conselheiro do Tribunal de Contas do Esado, Saulo Mesquita, relator da tomada de contas do Relatório Resumido da Execução Orçamentária (RREO) referente ao 1º bimestre das contas do Governo de Goiás, José Eliton já enfrenta dificuldades para quitar a folha dos servidores deste mês. 

De acordo com notícia veiculada no Jornal O Popular de hoje, 9, o desembargador Carlos Alberto França teria relatado que o procurador-geral do Estado, Luiz César Kimura, teria pedido R$ 53 milhões do chamado “Fundinho” para quitar a folha dos servidores deste mês.

“O procurador-geral do Estado me procurou dizendo: “Ó, desembargador França, esse valor do Fundinho, a gente precisaria dele para pagar a folha desse mês. Sem esse valor não se paga.. vai receber lá pelo dia 14, dia 15. Aí, eu alei: “uai, procurador, mas o judiciário vai repassar dinheiro de ofício para Executivo. Que história é essa? É complicado isso”, narrou o magistrado.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Deixe um comentário