“José Eliton assume que não vai pagar os salários de novembro e dezembro do funcionalismo”, diz Caiado


Decreto publicado hoje no Diário Oficial do Estado revoga artigo de outro decreto que estabelece a obrigatoriedade do empenho e pagamento dos salários dos servidores dentro do mês trabalhado

0

O Governador de Goiás, José Eliton, fez publicar hoje, 31, no Diário Oficial do Estado, o Decreto nº 9.346, cujo teor revoga o artigo 45 do Decreto nº 9.143, de 22 de janeiro de 2018 e que disciplina o empenho e pagamento dos salários e encargos sociais dos servidores públicos estaduais.

De acordo com o agora revogado artigo 45, do decreto de janeiro de 2018, “as despesas com pessoal e encargos sociais, oriundas das folhas de pagamento, bem como com estagiários e respectiva taxa de administração, deverão ser empenhadas e liquidadas dentro do respectivo mês de competência”.

Para o senador Ronaldo Caiado, governador eleito de Goiás, a medida publicada hoje no Diário Oficial pelo atual governador do Estado, retirando essa obrigatoriedade do gestor público, é um claro indicativo de calote contra o funcionalismo estadual. Segundo Caiado, em vídeo postado na sua conta do Twitter, com tal atitude, José Eliton assume que não vai pagar os salários de novembro e dezembro do funcionalismo.

Vejam o pronunciamento do senador Ronaldo Caiado

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.