Justiça encontra apenas R$ 14,66 nas contas de Marconi Perillo


Bloqueio judicial das contas do ex-governador de Goiás, até o limite de R$ 555 milhões, foi pedido pelo Ministério Público e acatado pela juíza da 4ª Vara da Fazenda Pública de Goiânia

0

A ordem de bloqueio de numerários nas contas do ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), restou fracassada, conforme informações da minuta do Bacen Jud. A ordem de constrição dos valores constantes em conta do tucano, até o valor de R$ 555 milhões, havia sido deferida pelo juízo da 4ª Vara da Fazenda Pública Estadual em decorrência de ação civil pública de improbidade interposta pela promotora Villis Marra, da 78ª Promotoria de Justiça de Goiás.

Marconi Perillo é acusado de deixar de aplicar mais de R$ 500 milhões em ações e serviços públicos de saúde desde 2011. De acordo com relatórios das Unidades Técnicas do Tribunal de Contas do Estado de Goiás (TCE-GO), o Governo de Perillo usava de manobras contábeis, como a inscrição de Restos a Pagar de despesas de saúde sem a devida provisão de caixa, contrariando as disposições da Lei de Responsabilidade Fiscal. Dessa maneira, o índice constitucional era cumprido de forma apenas artificial, já que não ocorria a efetiva quitação dessas despesas.

A ação proposta pelo MP-GO, assinada pela promotora de Justiça decorre de representação feita pelo vereador de Goiânia, Paulo Daher (DEM), que em 2018 levou ao órgão ministerial a denúncia de não aplicação do mínimo constitucional na saúde em Goiás.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Deixe um comentário