Kajuru mente e engana pares para aprovar relatório em comissão, diz vereador

0

O vereador Kleybe Morais (PSDC) subiu à tribuna da Câmara Municipal na manhã da última quarta-feira, 20, e fez uma grave acusação contra o seu colega de parlamento Jorge Kajuru (PRP). Segundo Kleybe, o vereador Jorge Kajuru teria mentindo e induzido ao erro seus colegas integrantes da Comissão Especial de Inquérito das Contas Públicas, da qual era relator. A acusação do democrata cristão foi corroborada pelo próprio Kajuru, que em vídeo admitiu a manobra. “O Kajuru manipulou a votação da CEI das contas públicas apresentando um relatório falso, com o único intuito que o mesmo fosse aprovado”, denunciou Kleybe.

No vídeo exibido durante o pronunciamento de Morais, Kajuru aparece dizendo que, quando da elaboração do relatório final da CEI,  percebeu que se incluísse no documento a ocorrência de supostos 180 crimes ele perderia a votação pela aprovação. Dessa forma, segundo o próprio Kajuru, para que o relatório não fosse anulado, a saída foi dar um “drible de mestre” e enganar seu pares. Depois da aprovação do relatório final da comissão, Kajuru apresentou um outro relatório absolutamente estranho à comissão contendo a indicação de outros supostos crimes que não haviam sido objetos da referida CEI.

Indignado, Kleybe Morais diz que é inadmissível que depois de seis meses de trabalho a comissão seja enganada da forma como foi. “Kajuru ridicularizou essa Casa, senhor presidente”, bradou o vereador. Morais informou ao plenário que estava oferecendo, formalmente, representação contra o colega de Câmara Jorge Kajuru por quebra do decoro parlamentar, uma vez que ele teria agido com desonestidade e deslealdade com os demais vereadores e com a própria Câmara, comportamento totalmente incompatível com o que se espera de um parlamentar legitimamente eleito pelo voto popular.

Vejam o vídeo

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.