Marconi Perillo é alvo de novo inquérito no STJ

0

Depois de ser denunciado ao STJ por suposto recebimento de propinas da Delta Construtora e de ser citado em delações da Odebrecht e JBS, Marconi Perillo, governador de Goiás, é novamente alvo de inquérito no Superior Tribunal de Justiça. A informação é do site G1. Segundo a notícia, o pedido foi feito pelo vice-procurador-geral da República, José Bonifácio Andrada, e  tem como base as delações de ex-executivos da Odebrecht, mas não está relacionado à Lava Jato.

Em março próximo passado, Marconi Perillo foi denunciado ao STJ por ter, supostamente, recebido propinas da Delta Construções. De acordo com a PGR, a empresa teria pago R$ 90 mil ao governador para garantir a aditivação do contrato de locação de viaturas, mantido pelo estado de Goiás e a Delta Construções, que saltou de R$ 66 milhões para mais de R$ 75 milhões, o que só foi possível, segundo o MPF, graças a participação do governador, já que ele, em razão do cargo que ocupa, tinha total autoridade para decidir em favor da Delta, bem como manter o fluxo de pagamentos em favor da referida empresa.

Em abril, a imprensa divulgou vídeos das delações de ex-executivos da Odebrecht em que o governador de Goiás é citado como beneficiário de R$ 10 milhões, que teriam sido pagos em 2010 e 2014. Já o executivo da J&F, holding que administra a JBS, disse também em delação que Joesley Batista, dono da empresa, teria dito que “cansou de dar dinheiro para Marconi Perillo”. Os dois últimos casos estão sendo apurados e a PGR ainda não decidiu se oferece ou não denúncias baseadas nessas delações.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.