Marconi Perillo fica sozinho em denúncia de corrupção no STJ

0

Em decisão proferida no último dia 20 de novembro, a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça decidiu pelo desmembramento do exame da admissibilidade da denúncia oferecida contra o Governador do Estado de Goiás, Marconi Perillo, e determinou o encaminhamento das peças em relação aos  demais denunciados a uma das varas criminais da Justiça comum estadual de Goiânia, competente para o processo em relação a eles.

Assim, Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, Fernando Cavendish e Cláudio Abreu vão responder na justiça de primeiro grau pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha. Perillo e os demais citados foram denunciados pela Procuradoria Geral da República ao STJ por suposta participação em esquema de corrupção que teria, segundo a PGR, beneficiado o empresário Fernando Cavendish e os outros denunciados.

Com o desmembramento da denúncia, apenas Marconi Perillo, que detém foro especial por prerrogativa da função, continuará respondendo no Superior Tribunal de Justiça. Os ministros daquela corte devem decidir em breve se Perillo se tornará réu na ação penal por crime de corrupção passiva.

Clique aqui para ler a íntegra da decisão do STJ

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Deixe um comentário