Marconi Perillo move mais de 100 ações judiciais contra críticos do seu governo


A judicialização proposta pelo governo de Goiás contra críticos e adversários políticos começou em 2012. Os números referem-se apenas às ações movidas em primeira instância da justiça goiana

0

Levantamento feito no site do Tribunal de Justiça de Goiás mostra que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), moveu 104 ações cíveis e penais contra críticos do seu governo e adversários políticos. A lista considera ações propostas pelo chefe do executivo goiano a partir de 2012, ano em que foi deflagrada a operação Monte Carlo, da Polícia Federal, e que envolveu o governo de Goiás em um grande esquema de corrupção, supostamente comandado por Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira.

Desde aquele ano, Marconi Perillo tem recorrido ao judiciário para calar os críticos das suas ações frente ao governo de Goiás, usando toda estrutura de um escritório de advocacia para a judicialização da opinião. Não foi possível saber, no entanto, em quantos desses processos o governador teve êxito.

Entre os acionados por Marconi Perillo, o site Goiás Real é o campeão em ações, figurando no polo passivo de 16 delas. Em seguida aparece o vereador Jorge Kajuru, respondendo 15 ações movidas pelo mandatário goiano. O deputado Major Araújo foi acionado 10 vezes por Perillo na primeira instância da justiça goiana.

Outros políticos, como Dona Íris, primeira dama de Goiânia, senador Ronaldo Caiado, deputado estadual José Nelto e o deputado federal Delegado Waldir também foram processados por Marconi Perillo.

Figura ainda na lista de processados o promotor de Justiça Fernando Krebs e há também várias pessoas do povo, como advogados, professores, jornalistas e blogueiros, como é o caso do editor deste blog, Cloves Reges, que foi acionado cinco vezes pelo tucano.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.