Mau jornalismo: Jornal Opção é condenado a se retratar por reportagem mentirosa contra deputado


Medida foi imposta pela juíza do 3º Juizado Especial Criminal de Goiânia e obrigou o veículo a reconhecer, publicamente, que houve má-fé na reportagem publicada na coluna bastidores

0

O jornal Opção foi condenado pela juíza do 3º Juizado Especial Criminal de Goiânia, Sandra Regina Teixeira Campos, a se retratar publicamente por ofensas contra o deputado federal Delegado Waldir (PSL). Em 2015, o jornal publicou duas matérias na sua coluna “Bastidores” onde foram atribuídas qualidades negativas ao deputado, ferindo-lhe a honra e a reputação.

“Reconhecemos que houveram excessos nas referidas publicações e retiramos, publicamente, todas as qualidades negativas que lhes foram atribuídas, pois não temos conhecimento de nada que desabone sua honra, imagem e conduta”, diz trecho da nota de retratação pública.

Nos últimos dias, outros veículos simpáticos ao Governo de Goiás também foram obrigados a se retratar por ofensas contra autoridades. O site Goiás24Horas, por exemplo, foi obrigado a publicar, por 30 dias seguidos, pedido público de desculpas por ter ofendido a honra do promotor Fernando Krebs. Outro que teve que render escusas ao promotor foi o radialista Luiz Gama, um dos mais ferrenhos defensores do governador Marconi Perillo.

Leia a nota de retratação do Jornal Opção em favor do deputado Delegado Waldir

O Jornal Opção, por intermédio de seu editor-chefe, Euler Fagundes de França Belém, pela presente retratação pública, decorrente de acordo homologado pela excelentíssima senhora juíza de Direito do 3º Juizado Especial Criminal de Goiânia, drª. Sandra Regina Teixeira Campos, nos autos do processo nº 5027910.73, vem a público, retratar-se frente ao deputado federal Delegado Waldir, por duas reportagens publicadas na coluna Bastidores do Jornal Opção, no dia 30/10/2015.

Reconhecemos que houveram excessos nas referidas publicações e retiramos, publicamente, todas as qualidades negativas que lhes foram atribuídas, pois não temos conhecimento de nada que desabone sua honra, imagem e conduta.

Diante disso, sabendo que excedemos os limites da crítica jornalística, manifestamos escusas ao deputado federal Delegado Waldir pelos transtornos causados, ciente de que os excessos cometidos na publicação em referência causaram-lhe prejuízos e desgastes à sua imagem, razão pela qual nos retratamos diante do Poder Judiciário, do público leitor e do deputado federal Delegado Waldir.

Outrossim, o Jornal Opção considera o deputado federal Delegado Waldir como um político respeitável, íntegro e eleitoralmente consistente.

Euler Fagundes de França Belém

Editor-chefe do

Jornal Opção

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.