“Mulheres contra Bolsonaro” reúne cerca de dez mil manifestantes no centro de Goiânia


Movimento contra eleição do capitão do exército acontece em todo o Brasil. Eventos foram convocados pelas redes sociais e é uma retaliação às propostas preconceituosas contra às mulheres, pregadas pelo candidato do PSL à presidência da República

0

O movimento “Mulheres contra Bolsonaro” reuniu cerca de 10 mil manifestantes no centro de Goiânia, na manhã deste sábado, 29. A manifestação pacífica é um ato contrário à eleição de Bolsonaro, do PSL, para a presidência da República. O objetivo, segundo a organização, é mostrar ao País que a democracia não pode aceitar o retrocesso de um possível presidente que exala preconceito contra as mulheres e as minorias.

A concentração aconteceu na Praça Cívica e de lá os manifestantes seguiram pela Avenida Goiás até a Avenida Anhanguera. Durante todo o trajeto, representantes dos movimentos contra Bolsonaro discursaram em carro de som e palavras de ordem foram entoadas pelos participantes. A manifestação foi transmitida ao vivo em várias páginas do facebook, sempre com o hashtag #EleNão

O evento, que  foi convocado pelas redes sociais, deve acontecer em mais de 100 cidades do Brasil e estavam programadas, também, manifestações em países como Argentina, Estados Unidos, Alemanha, Portugal, Austrália, Canadá e Inglaterra, entre outros.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.