O ocaso moral de um governo: Marconi Perillo deve indicar cunhado para cargo vitalício no TCM


Aliados do governador na Assembleia Legislativa do Estado colhem assinaturas dos deputados para passar ideia de que indicação tem reconhecimento das lideranças

0

Matéria divulgada pelo jornal O Popular de hoje, 6, assinada pela jornalista Fabiana Pulcineli, informa que o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), deve indicar o seu cunhado, secretário extraordinário de Articulação Política, Sérgio Cardoso, também do PSDB, para uma vaga de conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios. O cargo é vitalício e o salário atual é de R$ 30,4 mil.

A iniciativa de Perillo causou um certo desconforto no legislativo estadual e a oposição criticou a indicação. O entendimento geral é que, por tratar-se do cunhado do governador, soa imoral o nome de Sérgio Cardoso para a vaga.

A própria jornalista, em sua conta no Twitter, lembrou que o governador foi eleito em 1998 com o discurso da moralização do serviço público e contra o nepotismo. “Marconi Perillo foi eleito em 1998 com forte discurso contra a “panelinha” – a familiocracia do PMDB na época – e termina o 4º mandato, 20 anos depois, indicando o cunhado para conselheiro do TCM”, escreveu Pulcineli.

 

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.