“Para não acabar de vez, MDB precisa de novos rumos e nova direção”, diz Dona Íris


Emedebista usou sua conta no twitter para criticar falta de compromisso do partido com as mulheres candidatas e disse que esperava que lei de cotas fosse cumprida

0

A atual primeira dama de Goiânia, Dona Íris de Araújo, candidata a deputada federal nas últimas eleições pelo MDB, usou sua conta no twitter para criticar o que chamou de falta de compromisso do partido com as mulheres candidatas. De acordo com Dona Íris, a direção do MDB não honrou o compromisso assumido com ela própria e nem tampouco com as demais mulheres que se lançaram a uma vaga no legislativo.

“Direção do MDB não honrou compromissos, principalmente com as mulheres. Denunciei o fato durante a campanha. Acreditei que a lei seria cumprida. Falta de compromisso com a verdade nunca fez meu estilo”, escreveu a decana emedebista, que teve quase 40 mil votos para a Câmara Federal.

Com experiência de mais de 50 anos na vida pública, filiada ao MDB desde 1980 e tendo dirigido o diretório nacional do partido por quase um ano e o diretório goiano por dois mandatos, Dona Íris diz que o MDB precisa de novos rumos e de uma nova direção para não correr o risco de acabar de vez.

“Virou nanico, mas pode ressurgir. Alma emedebista é gigante e pode romper o “círculo caprichoso” que o envolve temporariamente”, vaticinou.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.