Paulo Daher foi o único vereador de Goiânia a apontar omissão de Marconi Perillo na saúde


O vereador do DEM questionou o ex-governador de Goiás sobre a não aplicação do mínimo constitucional na área da saúde e cobrou implantação dos complexos reguladores

0

Com a denúncia do Ministério Público de Goiás contra o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), pelo não cumprimento da aplicação mínima dos recursos próprios do Estado em educação, um outro suposto ilícito praticado pelo tucano, agora na área da saúde, também foi muito comentado nas redes sociais na última semana.

Tema abordado durante a CEI da Saúde na Câmara Municipal, a não aplicação do mínimo constitucional na área da saúde pelo Governo de Goiás foi levantado pelo vereador Dr. Paulo Daher (DEM), então vice-presidente daquela comissão. Na época, Paulo Daher convocou o ex-governador a comparecer à CEI para esclarecer sobre a suposta negligência do governo tucano com a saúde estadual.

Marconi Perillo compareceu à CEI no dia 20 de abril deste ano e foi duramente questionado pelo democrata sobre a sua omissão com a saúde pública no Estado, o que, para Daher, acabou contribuindo para a piora nos atendimentos da saúde municipal de Goiânia.

“A não aplicação dos recursos mínimos determinados pela constituição, somado ao fato do governo não ter implantado os complexos reguladores nas diversas regiões do Estado, conforme determinação de 2007, do Ministério da Saúde, contribuiu de forma inequívoca para o agravamento do quadro da saúde pública municipal de Goiânia e de todos os outros municípios”, afirma Daher.

No último mês de junho, depois de ter o seu requerimento, que pedia o indiciamento de Marconi Perillo pelo não cumprimento dos índices constitucionais na saúde durante os últimos quatro anos, negado pela CEI, Paulo Daher tomou a iniciativa de representar diretamente junto ao Ministério Público, pedindo providências para apuração do crime de improbidade praticada pelo ex-governador e sua devida responsabilização.

Paulo Daher não tem dúvidas que uma nova ação será movida contra Perillo, já que os documentos que consubstanciam sua denúncia são os mesmos que serviram à propositura de ação de improbidade contra o tucano pelo não cumprimento dos índices da educação.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.