Paulo Daher volta a cobrar responsabilidade do Governo de Goiás com a saúde pública


O vereador rebateu afirmação da colega Doutora Cristina, que insinuou que o município seria o responsável pela não realização das cirurgias e outros procedimentos eletivos em Goiás

0

O vereador Paulo Daher, do DEM, subiu o tom para rebater a colega de parlamento municipal, Doutora Cristina. De acordo com a vereadora ligada ao ex-governador Marconi Perillo, a Secretaria Municipal de Saúde da Capital seria a única responsável pela não realização dos procedimentos eletivos em Goiás, cuja fila, que se arrasta desde 2004, já tem mais de 50 mil inscritos.

O democrata foi acusado pela vereadora do PSDB de irresponsável por ter, minutos antes, lembrado aos pares que o Estado de Goiás, comandado por quatro mandatos pelo tucano Marconi Perillo, e agora por seu vice, José Eliton, não construiu os 16 complexos reguladores regionais, nem tampouco construiu hospitais nas diversas macrorregiões, fato que agrava, sobremaneira, a saúde pública municipal de Goiânia.

Paulo Daher fez uso da palavra para dizer à Doutora Cristina que o Governo de Goiás, além de não cumprir sequer o minimo constitucional de aplicação em ações e serviços públicos de saúde durante os últimos quatro anos, também age eleitoralmente quanto às cirurgias eletivas.

Para Paulo Daher, que já protocolou pedido de representação junto ao MP-GO contra o ex-governador pelo não cumprimento dos índices constitucionais da saúde, o governo de José Eliton criou uma fila paralela para os procedimentos eletivos e está convocando prefeitos para indicarem os pacientes que precisam das intervenções, sem contudo privilegiar a fila existente, que é de mais de 15 mil pacientes só em Goiânia.

Daher lembrou também que, diferentemente do que acusa a vereadora tucana, mais de 5 mil pacientes já estão devidamente regulados pela saúde municipal de Goiânia, inclusive já foram encaminhados para hospitais estaduais, como o HGG, por exemplo, mas que ainda não tiveram os procedimentos realizados por pura irresponsabilidade do governo estadual.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Deixe um comentário