Prefeito Iris Rezende recebe homenagem pelos seus 60 anos de vida pública


Dessa vez, a honraria foi concedida pela Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg), entidade que congrega os segmentos produtivos de Goiás

0

O prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado, recebeu da diretoria da Associação Comercial, Industrial e de Serviços do Estado de Goiás (Acieg) uma especial homenagem pelos seus 60 anos de vida pública, completados no último dia 5 de outubro. A concessão da honraria ocorreu em reunião na tarde do último dia 31, no salão do Hotel Castelo Inn, em Goiânia, quando foi apresentado o projeto de requalificação da Avenida Castelo Branco.

O político de 84 anos, que iniciou sua vitoriosa carreira política em 1958, quando foi eleito vereador por Goiânia, teve reconhecido os relevantes serviços prestados a Goiás e ao setor produtivo do Estado durante mais de meio século de vida pública e cujas ações contribuíram para o avanço econômico nas áreas industrial, comercial e de serviços.

Tendo como missão atuar na defesa incondicional do setor produtivo, fomentando e desenvolvendo ações que viabilizem a sua integração com a sociedade, a Acieg, fundada em 1937, sempre teve em Iris Rezende, enquanto ocupante dos mais altos cargos da administração pública, um parceiro que tem ajudado na consolidação dos ideais empresariais no Estado e em Goiânia, sempre com o propósito de promover o desenvolvimento econômico e social a partir da geração de emprego e renda para a população goiana.

Depois de eleito vereador, em 1958, Iris Rezende foi eleito deputado estadual, em 1962, e em 1965 chegava a prefeito de Goiânia. Cassado em 1969 pelo Ato Institucional nº 5, baixado pelo presidente militar Costa e Silva, voltou à vida pública em 1982, eleito em eleição direta para governador do Estado, com mais de 65% dos votos.

Foi ministro da Agricultura entre 1986 e 1990, no governo de José Sarney. Foi novamente eleito governador do Estado em 1990 e em 1995 foi eleito senador da República, onde ocupou a presidência da Comissão de Constituição e Justiça daquela casa. Entre 1997 e 1998 foi Ministro da Justiça do governo Fernando Henrique Cardoso. Em 2004 foi eleito prefeito de Goiânia pela segunda vez e reeleito para o terceiro mandato em 2008. Em 2016 foi novamente eleito prefeito de Goiânia com mais de 300 mil votos e está no exercício do quarto mandato à frente do executivo goianiense.

Para o presidente da Acieg, Euclides Siqueira, Iris Rezende é um ícone da política brasileira e seu lugar na história do país é inconteste, referendada pela conduta ilibada e pelos esforços envidados para melhorar a vida do seu povo.

“O prefeito Iris Rezende é uma unanimidade em matéria de gestão pública. Um homem que dedicou toda uma vida em prol do seu país, do seu estado, de Goiânia e do povo goiano. As entidades representativas do Estado sempre souberam reconhecer nesse grande político, competente e honrado, um grande parceiro, um companheiro que soube reconhecer a importância do setor produtivo na melhoria da qualidade de vida do povo goiano”, afirmou.

Em agradecimento, um emocionado Iris Rezende lembrou das boas relações que sempre manteve com o segmento empresarial de Goiás e que marcaram a sua trajetória política, reconhecendo a importância e o valor daqueles que, não obstante as adversidades, continuam empreendendo, gerando emprego e renda para toda classe trabalhadora.

“Considero-me um agraciado por Deus, porque fui intensamente testado na maratona de 60 anos de vida pública sem nunca perder a esperança em dias melhores, dias de ventura, de paz e de reconciliação. Se esta caminhada está sendo longa é porque soube, no decorrer das batalhas, sempre buscar parcerias saudáveis e proativas que contribuíssem de maneira efetiva para o bem-estar de nossa gente por meio de programas e iniciativas que sempre trouxeram a marca da solidariedade e do amor ao próximo”, disse Iris Rezende.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Deixe um comentário