Presidente do PSDB goiano ignora rombos e ações contra Marconi Perillo e diz que não sente vergonha do partido


Em entrevista ao O Popular, prefeito de Trindade, Jânio Darrot, fala de legados de Marconi Perillo em Goiás e, apesar da quebradeira instalada nos cofres públicos do Estado pela má gestão tucana, diz que o partido se prepara para 2020

0

O prefeito de Trindade, Jânio Darrot, presidente do PSDB em Goiás, disse, em entrevista ao jornal O Popular, que os tucanos não tem com o que se envergonharem. Segundo ele, o partido tem legados no Brasil e em Goiás, citando Fernando Henrique Cardoso e Marconi Perillo. Não fala, no entanto, dos gigantescos rombos nas contas públicas do Estado, deixados pelas gestões tucanas.

Darrot também não leva em conta as dezenas de ações cíveis e criminas interpostas contra Marconi Perillo desde que ele deixou o governo. São mais de 10 ações de improbidade administrativa e outras duas ações criminais que tramitam contra o tucano e que, juntas, pedem o bloqueio de quase R$ 7 bilhões do ex-governador.

O atual presidente do PSDB goiano também não comenta sobre os rombos deixados por Marconi Perillo e José Eliton nas contas públicas. O governador Ronaldo Caiado afirma que o déficit financeiro de Goiás ultrapassa os R$ 6 bilhões de reais.

A antropóloga cultural Ruth Benedict descreve a vergonha como uma violação de valores culturais e sociais, sentimentos que emergem de violações de valores internos. Pelo jeito, Jânio Darrot não se sensibilizou com as consequências da desastrosa gestão tucana em Goiás.

 

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.