Promotor de Justiça representa criminalmente contra ex-secretário da Fazenda de Marconi Perillo


Fernando Krebs, titular da 57ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público, representou pela propositura de ação penal contra João Furtado Neto, secretário da Fazenda no governo de Marconi Perillo

0

O promotor de Justiça Fernando Krebs, titular da 57ª Promotoria de Defesa do Patrimônio Público,  representou junto ao Centro de Apoio Operacional Criminal (Caocrim), do Ministério Público de Goiás, pela propositura de ação penal contra o ex-secretário da Fazenda de Goiás João Furtado Mendonça Neto, que, segundo o promotor, teria cometido os crimes de injúria e difamação contra a sua pessoa.

De acordo com a representação, o ex-auxiliar de Marconi Perillo, ex-governador de Goiás por quatro mandatos, teria feito graves declarações atentatórias contra a moral de Fernando Krebs, chamando-o de “mau caráter” e o acusando de promover “baixaria jurídica”, movido por frustração íntima, inveja e ambição política.

As ofensas ao promotor foram feitas por meio de nota endereçada aos veículos de comunicação, na qual João Furtado se indigna de ter tido os bens bloqueados pela justiça goiana a pedido do Ministério Público em ação de improbidade administrativa, movida em razão de irregularidades na edição de norma que permitiu o aumento e pagamento retroativo de diárias ao governador, vice, secretários e assessores durante o governo de Perillo.

“Tentar criminalizar um ato normativo editado pelo então governador do Estado Marconi Perillo, que corrigiu o valor de diárias em 2017, congeladas desde 2010, e que alcançou toda a administração do Poder Executivo, daí o seu caráter normativo, é uma baixaria jurídica de má fé e obra de um mau caráter que infelizmente ocupa em proveito próprio um cargo de Promotor Publico”, disse o ex-secretário da Fazenda, esquecendo-se, no entanto, que a decisão é da justiça e não do promotor Fernando Krebs.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.