Quadro político em Goiás mostra derrota iminente de Marconi Perillo para o senado


O tucano, ex-governador de Goiás por quatro mandatos, tem a maior rejeição entre todos os candidatos e tem baixo desempenho no chamado segundo voto

0

O ex-governador de Goiás por quatro mandatos, Marconi Perillo (PSDB), caminha para sua primeira derrota em eleições no Estado. Desde que foi eleito deputado estadual, em 1990, o tucano nunca experimentou um revés político. Foram seis campanhas vitoriosas desde então: para deputado federal, duas para governador, uma para senador e outras duas para governador novamente.

Como tudo tem um fim nessa vida, Marconi Perillo pode experimentar sua primeira derrota em pleitos eleitorais nesta campanha para o senado federal. Embora apareça em primeiro lugar na intenção de votos em algumas pesquisas, Perillo assiste o crescimento dos concorrentes e vê crescer a rejeição ao seu nome, que já chega a 50%. A isso, soma-se o fato de que o tucano é um dos piores no quesito segundo voto, ficando atrás até mesmo de Vanderlan Cardoso.

Além do quadro negativo, Marconi Perillo tem sofrido constantes ataques do seu concorrente direto, vereador Jorge Kajuru (PRP), que o acusa sem meias palavras e tem baixado o nível na propaganda eleitoral gratuita e nas redes sociais. Desde a última terça-feira, no entanto, Perillo tem adotado uma postura também mais agressiva e tem respondido o seu algoz com palavras duras e até xingamentos.

Para o ex-governador, a derrota representa muito mais que o fim de um ciclo político, pois pode agravar a sua situação jurídica, já que, sem foro privilegiado, responde na justiça comum por crime de corrupção passiva. Além dessa ação onde já responde como réu, outras ações contra Marconi devem aportar na justiça goiana nos próximos dias.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.