“Querem engessar Dona Iris para que ela pare de trabalhar pelo social em Goiânia”, diz jornalista

0

O jornalista Rafael Vasconcelos, conhecido dos programas de televisão, disse em sua conta no twitter que estão fazendo uma covardia com a primeira dama de Goiânia, Dona Iris de Araújo. O comentário do experimentado jornalista foi feito depois que a vereadora por Goiânia, Dra. Cristina (PSDB), disse, na manhã desta quinta-feira, 3, da tribuna da Câmara de Goiânia, que Dona Iris estaria fazendo campanha antecipada em secretaria municipal. “Querem engessar a Dona Iris para ela não trabalhar. Qual é a lógica dessa perseguição?”, pergunta Vasconcelos.

A ex-deputada federal e primeira dama de Goiânia vem sofrendo uma carga excessiva de críticas por parte, principalmente, de vereadores da oposição, como Jorge Kajuru e Dra. Cristina, sobretudo pelo trabalho que desenvolve em Goiânia em prol da população mais carente. Ações como doação de alimentos e o projeto Horta para Todos, que pretende espalhar por toda cidade hortas comunitárias em terrenos públicos ou privados ociosos, têm sido questionado pelos edis. A prática da primeira dama, no entanto, tem sido a mesma nos últimos 50 anos, desde quando Iris Rezende assumiu a prefeitura de Goiânia pela primeira vez, em 1965.

Para Rafael Vasconcelos, a vereadora Dra Cristina deveria focar seu trabalho em questões mais importantes, deixar a política para a época de eleições e não atrapalhar o trabalho social da primeira dama, que o faz imbuída do espírito público e da solidariedade com os menos favorecidos, além de ser uma atividade absolutamente voluntária, não havendo nenhum dispêndio do município com tais ações.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.