Ronaldo Caiado quer reduzir índices de violência contra a mulher em Goiás


Declaração foi feita pelo governador Ronaldo Caiado durante a formatura dos novos delegados da Polícia Civil

0

Depois de reduzir drasticamente o tráfico de drogas e desarticular quadrilhas internacionais no Estado de Goiás, o governador Ronaldo Caiado elegeu como prioridade da Segurança Pública a redução dos índices de violência contra a mulher. O anúncio foi feito durante a solenidade de formação dos novos 122 delegados da Polícia Civil, realizada nesta sexta-feira (16/08), no auditório da Associação dos Magistrados de Goiás (Asmego).

“Vocês [formandos]vão nos ajudar também a ser referência no combate aos crimes contra as mulheres. Vamos mostrar que Goiás é o Estado que mais cumpre as determinações da Lei Maria da Penha. Aqueles que não cumprirem a lei não terão espaço aqui para continuar soltos”, assegurou o governador, parabenizando especialmente as 32 novas delegadas aprovadas no concurso que, segundo ele, terão também a missão especial de ajudá-lo a diminuir os crimes contra as mulheres.

De acordo com Ronaldo Caiado, a gestão passada do governo deixou como herança um índice extremamente alto de agressão contra as mulheres e de feminicídios. Para se ter uma ideia, o Atlas da Violência 2019 mostrou que o número de homicídios de mulheres em Goiás, entre os anos de 2007 e 2017, aumentou 84%. Isso significa mais de 2 mil vidas perdidas no período. Ainda de acordo com o documento, produzido pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Goiás é o quinto Estado com a maior taxa de vítimas de homicídio do sexo feminino – 7,6 para cada grupo de 100 mil mulheres.

“Esses bandidos saberão que não terão espaço para ameaçar as mulheres do nosso Estado. Vocês [formandos]fazem parte de uma nova mentalidade das polícias goianas, que preza pelo espírito público e pelo compartilhamento de informações. No nosso governo não tem mais espaço para a vaidade e para o estabelecimento de feudos”, destacou Caiado, ao reforçar o que tem sido feito para reduzir a criminalidade em Goiás.

Presente na solenidade, o secretário de Segurança Pública, Rodney Miranda, afiançou as palavras do governador. De acordo com ele, os resultados obtidos em sete meses de gestão, como a apreensão de quase 50 toneladas de drogas e a desarticulação de 130 quadrilhas organizadas, só foram alcançados porque atualmente as polícias, em Goiás, trabalham de forma integrada. “Quero que saibam que os únicos limites de atuação de vocês são os princípios republicanos e democráticos, a lei”, sentenciou.

Madrinha das Forças Policiais de Goiás e da formatura dos novos delegados, a primeira-dama e presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG), Gracinha Caiado, deu boas-vindas aos profissionais, lembrando que cerca de 60% deles estão vindo de outros Estados. Ela também falou do trabalho desenvolvido pelo governo atual, que elegeu a Segurança Pública como prioridade. “Tem uma frase muito forte que temos usado, mas que traduz o que realmente tem acontecido em Goiás depois de Ronaldo Caiado: ‘Quando o governo deixa a polícia trabalhar, bandido tem que aprender a voar. Só que agora já está tarde para bater asa, pois essa polícia aqui já está na terra, na água e no ar’”, disse, para logo depois ser aplaudida por todos os presentes no evento.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.