Secretário de Marconi Perillo propõe debate sobre as contas do Estado. Será que vai explicar o rombo na centralizadora?

0

O secretário de Governo de Marconi Perillo, Tayrone Di Martino, propôs ao deputado federal Daniel Vilela (PMDB), em sua conta no Twitter, discutirem sobre a situação do Estado de Goiás. Tayrone afirma que o peemedebista estaria fazendo afirmações vazias ao dizer que a situação de Goiás é ruim. Segundo Di Martino, Goiás vai muito bem e o programa Goiás na Frente provaria o que diz, já que os convênios do governo Estadual estariam contemplando os 246 municípios goianos.

A pergunta que o blog faz é se Tayrone vai explicar os rombos bilionários que foram abertos nas contas públicas do Estado nos últimos 5 anos? Levantamentos do Tribunal de Contas do Estado (Tce) apontam que o saldo da conta centralizadora em 2016 fechou com R$ 1,518 bilhão negativos. Além disso, a auditoria do tribunal informa que o governo inscreveu em Restos a Pagar a importância de R$ 3,1 bilhões e que faltavam no Caixa do Tesouro cerca de R$ 1,37 bilhão para fazer frente às despesas roladas para o ano seguinte.

Diante dos números apresentados, é possível concluir que o rombo de Caixa do Estado ao final de 2016 era de aproximadamente R$ 2,8 bilhões. Por isso mesmo, os índices constitucionais da educação, saúde e cultura não teriam sido cumpridos pelo governo. Aliás, isso vem ocorrendo desde 2014 e implicaria em crime de responsabilidade por parte de Marconi Perillo.

No vídeo abaixo, o leitor pode entender a real situação das contas do Estado e tirar as próprias conclusões.

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.