Sem dinheiro, José Eliton não empenha folha de dezembro e
pagamento não tem data para ser liberado


Informação foi repassada pelo governador eleito, Ronaldo Caiado, que lamentou a atitude do atual governador de não deixar dinheiro em caixa para quitação da folha dos servidores

0

O governador eleito de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), disse hoje, 26, em entrevista coletiva, que o Estado não terá dinheiro para pagamento da folha de dezembro no prazo constitucional, ou seja, até o dia 10 de janeiro próximo. Segundo Caiado, o atual governo de José Eliton está deixando o caixa do Estado com uma indisponibilidade financeira na ordem de R$ 3,6 bilhões. Destes, R$ 1,68 bilhão seriam referentes à folha de pagamento.

De acordo com Caiado, não é possível fazer uma previsão do pagamento, já que não há dinheiro em caixa e nem o empenho, que seria a condição jurídica para que os salários de dezembro fossem pagos, mas que já orientou sua equipe para buscar soluções a fim de resolver o problema. “Nós pagaremos e quitaremos o mês de janeiro e vou imediatamente já pedir minha assessoria que busque alternativas para a gente fazer qualquer tipo de renegociação”, salientou.

Na entrevista, Caiado lembrou que vai receber o Estado com um rombo orçamentário de aproximadamente R$ 13,6 bilhões. O democrata afirma que há um colapso na área da saúde, com as OSs cobrando mais de R$ 280 milhões em repasses não realizados pelo governo, bolsas universitárias que não são pagas há mais de dez meses, além dos salários dos servidores em aberto.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.