Temer diz que intervenção total no Rio de Janeiro foi cogitada


Segundo o presidente da República, a decisão pela intervenção federal no Rio acabou sendo conjunta, já que o próprio governador defendia a medida na área de segurança

0

O presidente da República, Michel Temer, afirmou nesta sexta-feira que o afastamento do governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, chegou a ser cogitado. No entanto, a ideia foi descartada e concluiu-se que a melhor alternativa seria a intervenção nas áreas da segurança e penitenciária.

“Levantaram a hipótese (da intervenção total) e eu disse não. Seria algo muito radical”, disse Temer em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, no programa 90 Minutos, da Rádio Bandeirantes.

Temer afirmou que as Forças Armadas não vão fugir do confronto com os criminosos no Rio de Janeiro, caso seja necessário. Mas destacou que a intervenção é administrativa, “com a participação das Forças Armadas”.

O presidente esclareceu que os pedidos de busca e apreensão coletivos na intervenção no Rio, alvo de polêmica, vão depender da avaliação de cada caso. “É preciso que Judiciário e Ministério Público desburocratizem a tramitação dos pedidos, mesmo que sejam individuais”, afirmou.

Com informações do portal Band.com

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.