Vereador Paulo Daher volta a afirmar que Marconi Perillo foi omisso com a saúde em Goiás


Vice-presidente da CEI da Saúde na Câmara Municipal aproveitou a presença do prefeito Iris Rezende na Comissão para lembrar que o ex-governador de Goiás não aplicou o mínimo que manda a Constituição na área da saúde do Estado

0

O vereador Paulo Daher, do Democratas, vice-presidente da Comissão Especial de Inquérito da Saúde na Câmara Municipal de Goiânia, voltou a afirmar que o ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), não cumpriu a determinação Constitucional de aplicação mínima de 12% da receita própria do Estado em ações e serviços públicos de saúde nos anos de 2011, 2014, 2015 e 2016.

De acordo com Daher, esse é um dos motivos que contribuíram com a piora da saúde pública nos municípios do Estado e, principalmente, em Goiânia. De acordo com o vereador, os dados são do Tribunal de Contas de Goiás e que nos últimos anos quase R$ 700 milhões deixaram de ser aplicados na saúde. Isso, segundo ele, apenas para que o mínimo Constitucional fosse alcançado.

Outro fato denunciado por Paulo Daher foi o não cumprimento por parte do Estado da implantação dos complexos reguladores regionais, unidades que deveriam ter sido instaladas em microrregiões do Estado e que atenderiam a regulação dos serviços de saúde dos vários municípios de Goiás.

Essa é uma determinação do Ministério da Saúde de 2008. Dos 16 Complexos que deveriam ser implantados, apenas 3 estão em funcionamento. “Quando o Estado deixa de cumprir sua obrigação, todo o Estado sofre e Goiânia ainda mais, porque, sem condições de atendimento no interior, ao cidadão só resta buscar socorro na Capital”, explica.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.