Vereadora que calou Kajuru é expulsa do PMB


Pouco mais de um ano depois de ser eleita, a vereadora de primeiro mandato, Sabrina Garcez, é expulsa da sigla que a elegeu por não atender as diretrizes partidárias

0

A vereadora Sabrina Garcez, eleita pelo Partido da Mulher Brasileira (PMB), foi expulsa dos quadros do partido em decisão do diretório nacional tomada na última terça-feria, 3. A justificativa para a decisão extrema, dada pela presidente do PMB  em Goiás, Rosi Guimarães, foi de que a vereadora de primeiro mandato não obedeceu as diretrizes do partido.

No início do mandato, Sabrina Garcez protagonizou um dos mais emblemáticos episódios da atual legislatura. Hostilizada pelo vereador Jorge Kajuru, que a acusava de representar interesses de especuladores imobiliários na Capital, Garcez exibiu em plena sessão um vídeo no qual Kajuru pedia dinheiro para Cachoeira. Desde então, o vereador do PRP nunca mais importunou a vereadora.

Sabrina Garcez decidiu não acompanhar a decisão do partido de apoio à candidatura do senador Ronaldo Caiado ao governo de Goiás e preferiu abraçar a candidatura de José Eliton, candidato da base do governador Marconi Perillo. Diante disso, segundo a direção do PMB, Sabrina não teria mais condições de integrar os quadros do partido. O PMB, no entanto, não vai requerer o mandato da vereadora expulsa.

 

Sobre o autor

Graduando em Administração de Empresas pela UFG - Campus Goiânia, crítico das práticas politiqueiras e absolutamente intolerante a corrupção. @regesmaia

Comments are closed.