Connect with us

Destaques

”Estou acostumado a desmamar bezerrões”, diz Caiado

Published

on

Num claro enfrentamento à política de privilégios instalada no Estado por gestores passados, que priorizaram os “grandes” ou mais “rentáveis” – sejam estes empresários, políticos ou municípios -, o governador Ronaldo Caiado afirmou, na tarde deste sábado (18/01), durante o lançamento do Balcão do Cidadão, em Nova Crixás, que sabia que o embate seria intenso quando assumiu o Palácio das Esmeraldas, mas que já está acostumado a “desmamar bezerrões”.

A referência direta da fala do governador teve ligação com os incentivos fiscais, sempre destinados aos maiores municípios goianos em detrimento dos mais carentes. Mas também se relaciona a outros contextos, como a oferta de serviços aos cidadãos apenas em grandes polos regionais e, também, à situação fiscal do Estado, “assaltado” pela prática da corrupção por mais de 20 anos seguidos.

O Balcão do Cidadão é resultado de uma parceria firmada com os Correios para levar serviços ofertados pela gestão estadual à toda a população goiana. O programa foi lançado, em princípio, em quatro cidades: Abadiânia, Edéia, Nova Crixás e Niquelândia. E, ao contrário do que era feito em gestões anteriores, o governo pretende democratizar o acesso aos serviços oferecidos pela gestão estadual e levá-los aos 246 municípios goianos.

Durante duas décadas, a agregação de serviços estaduais em postos de atendimentos únicos ficaram restritos a apenas 53 cidades. Os municípios menores ficaram desassistidos na oferta de serviços integrados, aumentando ainda mais as desigualdades regionais. Com o Balcão do Cidadão e o convênio firmado com os Correios essa realidade vai mudar e vai beneficiar outros 193 municípios que ainda não contam com esses serviços, como ocorria em Nova Crixás.

“Essa região precisa ter os incentivos do governo, para poder trazer também as indústrias e dar oportunidade de emprego para as pessoas. Eu tive que tirar a teta dos empresários grandes para retirar os incentivos das grandes cidades. Eles andaram batendo no Caiado, mas eu sei como é desmamar bezerrão. Hoje as pessoas sabem que o dinheiro está sendo corretamente aplicado no Estado. Por isso que as coisas vão multiplicar”, assegurou Caiado.

Copyright © 2020 - Nos Opinando - Liberdade de opinião em primeiro lugar. Shared By Fancy Text Generator