Connect with us

Política

SES/GO acusa o deputado estadual Cláudio Meirelles (PTC) de divulgar fake news e mentir sobre ações do Governo de Goiás

Em nota divulgada à imprensa, a Secretaria Estadual de Saúde disse que o deputado da oposição desrespeita o povo de Goiás e se traveste de mentiras para politizar uma pandemia que já tirou a vida de 29 goianos.

Published

on

Em nota enviada à imprensa, a Secretaria Estadual de Saúde de Goiás acusou o deputado estadual Cláudio Meirelles (PTC) de divulgar fake news nas redes sociais, induzindo ao erro a população de Goiás quanto às medidas adotadas pelo Governo de Goiás para enfrentamento à pandemia do coronavírus, mal que assola o mundo.

De acordo com a SES/GO, o parlamentar teria divulgado por meio de mensagens de WhatsApp que o Hospital e Maternidade São Marcos, em Itumbiara, estaria em funcionamento ao custo diário de R$ 281.971,00. E que seriam destinados pelo Estado mais de R$ 50 milhões para serem gastos no hospital em 6 meses.

Entretanto, continua a nota, o hospital citado pelo deputado estaria fechado, e sem gastar nenhum real dos cofres públicos do Estado. “Nada foi pago referente ao Contrato de Gestão da unidade, que ainda segue em tramitação e aguarda a aprovação da Assembleia Legislativa”, afirma a secretaria.

Segundo a autoridade sanitária estadual, o hospital, que terá abrangência regional, será de campanha e, quando for ativado para o tratamento de vítimas do coronavírus, terá um gasto mensal de R$ 8,4 milhões, cujo valor é exequível pelo Estado e compatível com uma unidade de 200 leitos, sendo 30 de UTIs.

“A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás repudia a criação de fake news por parte do deputado estadual Cláudio Meirelles e espera mais respeito a quem sofre com a dor dessa doença”, rechaça.

Leia a nota da SES/GO na íntegra

A Secretaria de Estado da Saúde de Goiás repudia a criação de fake news por parte do deputado estadual Cláudio Meirelles. O citado parlamentar divulgou por meio de mensagens de WhatsApp que o Hospital e Maternidade São Marcos, em Itumbiara, estaria em funcionamento ao custo diário de R$ 281.971,00. E que seriam destinados pelo Estado mais de R$ 50 milhões para serem gastos no hospital em 6 meses. Cláudio Meirelles deveria respeitar Goiás e não se travestir de mentiras para politizar uma pandemia de coronavírus que já tirou a vida de 29 goianos. É preciso mais respeito a quem sofre com a dor dessa doença. O hospital citado pelo disseminador de fakes sequer está aberto. Ainda está fechado e sem gastar nenhum real dos cofres públicos do Estado. Nada foi pago referente ao Contrato de Gestão da unidade, que ainda segue em tramitação e aguarda a aprovação da Assembleia Legislativa. O hospital será de campanha e, quando for ativado para o tratamento de vítimas do coronavírus, terá um gasto mensal de R$ 8,4 milhões, cujo valor é exequível pelo Estado e compatível com uma unidade de 200 leitos, sendo 30 de UTIs. O hospital terá abrangência regional, atendendo a diversos municípios de Goiás. O momento é de trabalhar para salvar vidas. E, acima de tudo, é preciso respeitar cada um dos cidadãos goianos.

Secretaria de Estado da Saúde de Goiás

Copyright © 2020 - Nos Opinando - Liberdade de opinião em primeiro lugar. Shared By Fancy Text Generator