Entre em contato

Política

Urso Robinho já desfruta de novo ambiente no zoológico de Goiânia. Animal nasceu e vive no local há quase 17 anos. ONG quer levá-lo para outro cativeiro, em São Paulo

ONG protetora de animais quer levar o urso pardo para outro cativeiro, que eles chamam de “santuário” Rancho dos Gnomos, localizado em Joanópolis, interior de São Paulo. A justiça concedeu liminar para a transferência, mas a Prefeitura de Goiânia recorreu da decisão

Publicado

on

O urso pardo Robinho, morador do zoológico desde que nasceu, há quase 17 anos, foi transferido hoje, 20/08, para um novo ambiente mais amplo, dentro da própria unidade de conservação. Agora, o urso tem a exclusividade de um espaço de 680 metros quadrados, piscina com 10 mil litros de água, gramado com sombra para descanso, uma toca, espaço climatizado e rotas de fuga dos olhares dos visitantes.

Robinho ganhou mais notoriedade nos últimos dias, depois que uma ONG protetora de animais conseguiu na justiça uma liminar autorizando a sua transferência para um outro cativeiro, que eles chamam de santuário, denominado Rancho dos Gnomos, em Joanópolis, interior de São Paulo.

Segundo a ONG, o local em que vive o urso pardo não oferece condições favoráveis ao animal e alegou ao juízo que Robinho sofreria maus-tratos no zoológico de Goiânia. As afirmações são veementemente desmentidas pelo presidente da Agência Municipal de Turismo e Lazer (Agetul), Urias Junior.

“O Robinho é goianiense, acostumado aqui e talvez pela exposição nas redes sociais tenha despertado as atenções de outros locais. A mudança não melhoraria em nada a rotina dele, pois iria para outro recinto similar e só geraria estresse ao animal, que já se encontra na vida adulta. Portanto, mostraremos na justiça que não há nada de errado quanto ao tratamento oferecido”, destaca.

Continue Reading

Copyright © 2020 - Nos Opinando - Liberdade de opinião em primeiro lugar.